-------------------------------------
Gostaria de exibir o BioSelo
"BLOG NOTA 10 no seu Blog" ?





Copie o código do nosso selo de aprovação acima e cole no seu blog ou site.
Entre em contato conosco
caso tenha problemas.

-------------------------------------

Fale com o BioBlog

-------------------------------------

Meu Perfil

-------------------------------------

DEIXE SUA FOTO NO
ÁLBUM DO BIOBLOG

-------------------------------------

Veja outras curiosidades AQUI:

- 01/11/2008 a 15/11/2008
- 16/10/2008 a 31/10/2008
- 01/10/2008 a 15/10/2008
- 16/09/2008 a 30/09/2008
- 01/09/2008 a 15/09/2008
- 16/08/2008 a 31/08/2008
- 01/08/2008 a 15/08/2008
- 16/07/2008 a 31/07/2008
- 01/07/2008 a 15/07/2008
- 16/06/2008 a 30/06/2008
- 01/06/2008 a 15/06/2008
- 16/05/2008 a 31/05/2008
- 01/05/2008 a 15/05/2008
- 16/04/2008 a 30/04/2008
- 01/04/2008 a 15/04/2008
- 16/03/2008 a 31/03/2008
- 01/03/2008 a 15/03/2008
- 16/02/2008 a 29/02/2008
- 01/02/2008 a 15/02/2008
- 16/01/2008 a 31/01/2008
- 01/01/2008 a 15/01/2008
- 16/12/2007 a 31/12/2007
- 01/12/2007 a 15/12/2007
- 16/11/2007 a 30/11/2007
- 01/11/2007 a 15/11/2007
- 16/10/2007 a 31/10/2007
- 01/10/2007 a 15/10/2007
- 16/09/2007 a 30/09/2007
- 01/09/2007 a 15/09/2007
- 16/08/2007 a 31/08/2007
- 01/08/2007 a 15/08/2007
- 16/07/2007 a 31/07/2007
- 01/07/2007 a 15/07/2007
- 16/06/2007 a 30/06/2007
- 01/06/2007 a 15/06/2007
- 16/05/2007 a 31/05/2007
- 01/05/2007 a 15/05/2007
- 16/04/2007 a 30/04/2007

-------------------------------------


Mantenha-se Atualizado
  O que é isto?

-------------------------------------

Eu Recomendo:

- BIOLOGIA- Prof Ana Luisa M. Vilela
- Anatomia e Fisiologia Humana
- Entomofauna do Chile - Hugo Benitez
- Dicas de Ciências - Profª Andréa Barreto
- Aprendendo Ciências Online
- PC e a Criança - Prof. Jenny
- Prazer de Ensinar (Luzimara)
- Treco Digital
- MARYANA'S BLOG (Ótimo, vale a pena!)
- Macaco Primata
- MHP Bio (Sensacional blog de Biologia)
- Portal BioInfo - Notícias de Bioinformática
- AQUELA DO CARA DA LOJA DE QUADRINHOS - Um dos melhores blogueiros que eu conheço!

-------------------------------------

Quem anda passando por aqui?


27/07/2007
-------------------------------------


Porque algumas FLORES são lindas e cheirosas e outras são feias e fedorentas?

Quem não adora as flores? Todo mundo tem uma paixão por alguma florzinha especial. Eu, por exemplo, adoro as margaridas! Mas o que muita gente não sabe é que as flores tem uma importância vital para a plantas, pois são elas que guardam os órgãos sexuais. Mas porque elas são tão diferentes uma das outras? Vamos saber mais sobre esse assunto?

Bom, as plantas que têm flores (seja elas lindas ou feias, cheirosas ou não) são classificadas pelos botânicos, como Angiospermas. A função da flor é garantir a reprodução, pois é nela que acontece a união dos gametas masculino e feminino por um processo que chamamos de polinização. Na verdade a flor produz e protege as estruturas encarregadas da reprodução sexual e suas pétalas, que na realidade são folhas modificadas, ajudam a proteger estas estruturas e atrair os polinizadores.

Mas o que deixa todos muito surpresos são as estratégias da natureza para que a polinização aconteça. Algumas flores dependem do vento para transportar o pólen de flor para flor, e outras dependem de animais (insetos, pássaros e até morcegos) para concluírem esse feito. Mas as primeiras flores que existiram não eram assim tão lindas e atraentes, elas na verdade evoluíram e se desenvolveram tanto para se tornarem mais leves a ponto de serem levadas pelo vento como para atrair animais polinizadores. Isso não é fantástico?

Diversas flores têm néctar em várias partes para atrair animais. As abelhas, por exemplo, são atraídas por essas flores através de um padrão de cores que só elas podem ver. Os pássaros, assim como as abelhas, têm visão colorida, e escolhem aquelas com coloração forte e brilhante. Mas não são só as cores que podem atrair, o aroma é um grande aliado como estratégia de atração de polinizadores, por isso algumas flores são tão cheirosas! Porém não pensem que o cheiro é sempre agradável, algumas espécies liberam um odor de carne apodrecida para atrair moscas e outros insetos saprófagos (que adoram a carne assim, ecaaa!). E saibam que os morcegos também são importantes na polinização e são atraídos por flores grandes, com mau cheiro e com cores pardas para facilitar o trabalho noturno.

As flores polinizadas pelo vento (as gramíneas, por exemplo) não precisam atrair agentes polinizadores, é por isso que elas têm aromas discretos,são chamadas de anemófilas. Sendo assim, as flores polinizadas por insetos (as entomófilas) costumam ter um pólen grudento, com granulatura maior e acreditem: algumas têm até "plataforma de pouso" para ajudar no trabalho. E aquelas que escolheram os morcegos como polinizadores (as quiropterófilas), possuem as pétalas bem reforçadas para sustentar o peso do bichinho, ou para não serem destruídas por ele.

Todos os seres possuem sua estratégia de sobrevivência. A partir de hoje saibam que se algumas flores são bonitas, cheirosas e agradáveis e outras nem tanto, a natureza tem seus motivos!

 

Olha como o pólen das flores entomófilas são grudentos e acabam agarrando nos insetos. Quando esta abelhinha visitar outra flor da mesma espécie, aquela flor será fertilizada. Fantástico!

Reparem como as flores quiropterófilas são mais grosseiras e não são tão coloridas.

Eu não podia deixar de mostrar uma flor com plataforma de pouso. Tudo na natureza tem razão de ser!


E aí? Gostou do BioBlog?
Então vote no link abaixo antes de sair!!

Você pode votar todos os dias!


- Postado por: BioBlog às 07h47
[ ] [ envie esta mensagem ]





24/07/2007
-------------------------------------


KIWI: Uma ave com nome de fruta!

Ontem eu estava lendo capítulo de um livro sobre origem das aves e então me lembrei de uma ave muito simpática que vive na região da Nova Zelândia (adoro os animais daquela região, eles são tão diferentes!). É uma ave engraçadinha que tem nome de fruta, ou será que a fruta é que tem nome de ave?

O Kiwi (ou Quivi, tanto faz) é uma ave que é o símbolo da Nova Zelândia e pertence a uma família muito comum da Oceania. O kiwi é a menor ave dos Struthioniformes vivos. Struthioniforme é um grupo que inclui as aves não voadoras, são também conhecidas como ratitas, também pertencem a este grupo os avestruzes e as emas que conhecemos.

Os Kiwis são pássaros bastante tímidos, geralmente possuem hábitos noturnos e vivem em buracos no solo. Este comportamento é resultado de o seu ambiente ter sido invadido por predadores introduzidos e caçadores. Mas em áreas da Nova Zelândia onde os predadores foram eliminados e a caça proibida, os kiwis são frequentemente vistos lindos e gordinhos, durante o dia.

As aves em geral não possuem o olfato bem desenvolvido, mas os Kiwis são uma exceção, pois eles têm um bico longo e delgado com narinas bastante eficientes na extremidade, que usam para localizar o alimento. Isso é uma grande vantagem sobre os demais pássaros, pois o Kiwi pode perceber uma presa pelo olfato, antes mesmo de poder vê-la (coisas que os outros pássaros não fazem). São onívoros (comem diversos tipos de alimentos!), alimentando-se de frutas, sementes, pequenos vermes, larvas de insetos e até pequenos anfíbios.

O Kiwi geralmente é monogâmico e os casais se formam no início da estação de acasalamento (de março para junho), e chocam o ovo juntos no aconchegante ninho durante vários dias. A grande curiosidade dos kiwis é que apesar desta ave ter o tamanho de uma galinha doméstica, os ovos podem ser até dez vezes maiores que os ovos de galinha. Como assim?? É isso mesmo um ovo de Kiwi pode chegar a pesar um quarto do peso da fêmea podendo chegar a 450g (nooossa!), mas pelo menos cada fêmea põe apenas um “ovão” (ufa! Ainda bem né?).

Como essas aves não voam, elas possuem uma fantástica adaptação para a vida terrestre. São bem diferentes das aves que costumamos ver por aí, os Kiwis têm uma plumagem do corpo fofa, semelhante a pêlos, pés com garras fortes, e asas atrofiadas.  As asas são vestigiais, ou seja, são tão pequenas que são praticamente imperceptíveis embaixo da rica plumagem que elas têm sobre o corpo. Enquanto as outras aves possuem os ossos ocos (que as tornam mais leves para praticar o vôo), os Kiwis têm ossos mais densos como nos mamíferos e por isso pesam muito mais que uma galinha.

  

Apteryx australis, um Kiwi ao lado do seu "ovinho". Natureza é isso aí!


E aí? Gostou do BioBlog?
Então vote no link abaixo antes de sair!!

Você pode votar todos os dias!


- Postado por: BioBlog às 07h05
[ ] [ envie esta mensagem ]





21/07/2007
-------------------------------------


CROCODILO ou JACARÉ? Qual a diferença?

Eu tenho uma grande admiração pelos répteis, não apenas por terem sido os primeiros vertebrados a se aventurarem à vida fora d'agua, mas também pela beleza e adaptações que cada grupo possui para se virar na natureza. A aulinha de hoje é sobre os maiores répteis conhecidos: Os crocodilianos, representados pelos jacarés (também chamados de aligatores) e crocodilos. Bem, mas esses animais são tão iguais, não é? Quais seriam as diferenças?

Os crocodilianos são animais ectotérmicos. Eles regulam suas temperaturas corporais através do ambiente, por mecanismos comportamentais e fisiológicos, para isso, eles utilizam a radiação solar e temperatura da água. Apresentam também, o corpo coberto por placas ósseas com escamas, dentes numerosos e uma cauda sempre longa. São animais carnívoros, com uma alimentação bem variada, que inclui peixes, aves, anfíbios e mamíferos.

O interessante é que esses animais, apesar da queixada poderosa, e de toda aquela dentadura aparentemente afiada, eles não podem morder ou mastigar. Arrancam a carne das presas aos pedaços e os engolem por inteiro. E por essa razão, muitas vezes ficam entorpecidos e indefesos durante um bom tempo, até que o estômago tenha conseguido digerir a refeição, que geralmente é bem farta! As curiosidades não param por aí, o engolirem suas presas, abrem a boca de tal forma que ela comprime a glândula lacrimal, localizada na base da órbita, o que faz com que eles lacrimejem. É por isso que quando as pessoas choram sem razão, ou por fingimento, costumam-se dizer que estão "chorando lágrimas de crocodilo". Hahaha!!

Ao observarmos rapidamente um crocodilo e um jacaré fica mesmo difícil diferenciá-los, muitas pessoas inclusive pensam que se tratam do mesmo animal, mas não é nada disso! Para estabelecer a diferença entre um verdadeiro crocodilo e os diversos tipos de jacarés, é preciso olhar de perto (apesar de que, muita gente prefere ficar sem saber, não é?). Na verdade, a diferença não é muita, ambos possuem de 30 a 40 dentes, sendo que o crocodilo, tem o quarto dente de cada lado da mandíbula inferior se encaixa num chanfro da mandíbula superior, assim de boca fechada o "dentão" fica bem visível (veja a foto!). Já no jacaré, o mesmo dente se esconde num buraco da mandíbula superior, e de boca fechada, não aparece!

Outra diferença fundamental entre eles está na forma de suas cabeças. Os jacarés têm focinhos grandes em forma de "U", enquanto o dos crocodilos é mais estreito e em forma de “V”. E uma última diferença (não visível, mas interessante) é que os crocodilos têm glândulas de sal na língua, com o propósito de secretar o excesso de sal de seus corpos. Por causa disso, alguns crocodilos podem passar muitos dias em água salobra, enquanto os jacarés se restringem à água doce.

Agora vocês já sabem as principais diferenças entre os crocodilos e jacarés. Se bem que, ao estar cara a cara com um desses, não faz muita diferença, não é mesmo? O melhor é procurar um lugar seguro!

Caiman latirostris (jacaré do papo amarelo), o jacaré mais famoso do Brasil, reparem que o quarto "dentão" tá bem escondido!

Um crocodilo. Olha aí o quarto dentão da mandíbula bem evidente e o focinho em "V"!


E aí? Gostou do BioBlog?
Então vote no link abaixo antes de sair!!

Você pode votar todos os dias!


- Postado por: BioBlog às 18h19
[ ] [ envie esta mensagem ]





19/07/2007
-------------------------------------


Os LIQUENS são indicadores de poluição!

Tenho certeza que todo mundo já viu um liquen em algum lugar no tronco de uma árvore, mas pouca gente sabe exatamente do que se trata. A aula de hoje no BioBlog vai apreciar a impressionante simbiose que dá origem a estes seres, que ao contrário do que muitos pensam não são musgos e tão pouco plantas!

Os liquens desenvolvem-se como lâminas ou placas de várias cores, geralmente na superfície de árvores ou de pedras, expostas à umidade e ao sol. São geralmente estudados pelos botânicos, apesar de não serem verdadeiras plantas.

No passado os liquens eram confundidos (inclusive por pesquisadores) com os musgos e plantas, mas ele se quer são um indivíduo e sim, são uma associação simbiótica de algas e fungos. A simbiose para quem não sabe, é uma relação mutuamente vantajosa entre dois ou mais organismos vivos de espécies diferentes, no caso dos liquens, milhares de algas são aprisionadas em hifas fúngicas, formando uma unidade morfológica e fisiológica.

Essa relação modifica as estruturas morfológicas e químicas dos organismos envolvidos que perdem sua identidade, e se tornam incapazes de viver sozinhos na natureza e então, se tornam dependentes um do outro. Mas como a alga e o fungo se beneficiam? Pois bem, a alga cede para o fungo o açúcar que produzem através da fotossíntese, em troca ela recebe proteção, pois o fungo possibilita um ambiente mais estável para a alga, que assim, pode se desenvolver mais!

Cada espécie de liquen tem uma espécie diferente de fungo e é com base nessa espécie que os líquenes são classificados. Porém, uma única espécie de alga associada a diferentes fungos, dá origem a liquens distintos. Existem pelo menos de 13.500 a 17.000 espécies de liquens, de acordo com diferentes tipos de classificação. Cerca de 20% das espécies de fungos conhecidas pertencem a liquens.

Uma grande curiosidade sobre esta associação, é que os liquens funcionam como indicadores biológicos. Mas o que é isso? Bom, os liquens podem ser encontrados em qualquer tipo de superfície livre, desde rochas a troncos de árvore e crescem muito lentamente e podem viver centenas de anos (isso mesmo!). Mas existe um probleminha: Muitas espécies só se desenvolvem em locais onde o ar não está poluído, e por isso muitas vezes utilizados como indicadores da qualidade do ar, pois expressam sintomas particulares ou respostas que indiquem mudanças no ambiente.

Este é um exemplo de liquen bem comum! Um fantástica associação simbiótica, não é?

Estes filamentos verdes pendurados na árvores também são liquens, são como musgos!


E aí? Gostou do BioBlog?
Então vote no link abaixo antes de sair!!

Você pode votar todos os dias!


- Postado por: BioBlog às 07h20
[ ] [ envie esta mensagem ]





17/07/2007
-------------------------------------


Esporte X Músculos X CÂIMBRAS?

Estamos vivendo um momento importante no Brasil, pois o Rio de Janeiro está recepcionando honrosamente os jogos Pan-Americanos.  O BioBlog não pode ficar fora desse evento e hoje vamos falar um pouco sobre os músculos e das temidas e dolorosas câimbras que muitas vezes  atingem nossos atletas!

Pois bem, nossos músculos são grandes responsáveis pelos movimentos durante a locomoção, são formados por células longas, finas e multinucleadas, as fibras musculares. A maioria dos músculos do nosso corpo obedece a nossa vontade e são os órgãos ativos do movimento. Eles possuem a capacidade de contrair-se e de relaxar-se, e, em conseqüência, transmitirem movimentos aos ossos sobre os quais se inserem.

Os músculos têm uma variedade grande de tamanho e formato, de acordo com a sua disposição de local de origem e de inserção. Temos aproximadamente 212 músculos e cada músculo possui o seu nervo motor (aquele que envia, primariamente, a mensagem ao músculo para que haja contração). O sistema muscular é capaz de efetuar imensa variedade de movimentos, sendo todas essas contrações musculares controladas e coordenadas pelo cérebro. Mas pode acontecer que algo interfira no seu funcionamento normal e, por um pequeno intervalo de tempo, eles passem a trabalhar por conta própria. É aí que acontecem as terríveis câimbras.

A câimbra é uma contração muscular involuntária geralmente muito dolorosa, tem haver com problemas relacionados à desidratação, e também ligados à atividade física. Elas são comuns nas pessoas saudáveis, especialmente após um exercício físico que causou fadiga muscular (como no caso dos atletas!). Infelizmente, as razões pelas quais sentimos câimbras ainda não são muito claras para a medicina. Sabe-se, contudo, que elas podem estar relacionadas também com a diminuição, em nosso organismo, dos níveis de minerais como cálcio e magnésio, por isso aquelas pessoas que fazem dieta de emagrecimento costumam sofrer com o problema. As câimbras também podem ocorrer durante a noite, após um dia de intensa atividade física (sempre acontece comigo, afff!). Mas elas podem acontecer também durante o dia, no meio de uma atividade física ou em momentos de relaxamento.

Essas dolorosas contrações involuntárias podem durar de poucos segundos a alguns minutos. As contrações noturnas geralmente acontecem nos músculos das extremidades, os gastrocnêmeos (as famosas batatas das pernas), que são os mais usados durante o dia. Mas, de qualquer forma, existem maneiras de melhorar a dor que sentimos no músculo com câimbra. Experimente massageá-lo e esticá-lo com força. No entanto, o músculo pode permanecer dolorido e sujeito a outras câimbras. Neste caso, repita o procedimento e agüente firme!

Em homenagem a vitória das meninas do volei contra o México... Preparo físico é tudo!

E eu tava lá! Sem câimbras, mas com muita torcida.

*************************************

Galera! O BioBlog tá participando de um concurso e seu voto é muito importante. VOTEM!


E aí? Gostou do BioBlog?
Então vote no link abaixo antes de sair!!

Você pode votar todos os dias!


- Postado por: BioBlog às 07h57
[ ] [ envie esta mensagem ]






© 2007 - BioBlog - Todos os direitos reservados


-------------------------------------

ACHE VOCÊ NO PLANETA!


Online

-------------------------------------

SE VOCÊ CURTE O BIOBLOG,
CLIQUE AQUI E VOTE!


Faz 1 ano que estamos entre os melhores blogs do concurso e você pode votar todos os dias!


-------------------------------------

Mural de recados do BioBlog!



-------------------------------------

Seja Parceiro do BioBlog

Banner padrão 120X60

Se interessa em tornar-se nosso parceiro?
Copie o código do nosso banner acima e cole no seu blog ou site.
Entre em contato conosco e a parceria será feita!
ATENÇÃO: O BioBlog não faz parceria com sites e blogs de conteúdo erótico.

-------------------------------------

Parceiros do BioBlog




www.centralblogs.com.br







-------------------------------------

Números de Visitas:



russian brides contadores para web Animales sites